Pele do rosto sensível – Entendendo as suas causas e como protegê-la

Mostrar mais

Os sintomas da pele sensível podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas são mais frequentes na região da face. Eles aparecem quando a função da barreira natural da pele está comprometida, provocando a perda de água e permitindo a penetração de substâncias irritantes. Os sintomas são agravados por fatores aos quais a pele do rosto fica mais exposta; desde o sol até alguns ingredientes presentes em cosméticos e soluções de limpeza.

Possuir uma maior compreensão sobre as causas que levam a uma pele facial sensível e os fatores que podem agravá-la ajudará a reduzir os sintomas e a diminuir as ocorrências.

Sinais & Sintomas

Como identificar uma pele facial sensível

A pele saudável age de forma a proteger o corpo contra influências externas e, ao mesmo tempo, regula os níveis de umidade.  Grande parte desse processo ocorre basicamente na camada córnea da pele, ou estrato córneo, composta por células e lipídios.  Esses lípidos proporcionam estabilidade e permeabilidade, regulam a passagem de água na superfície da pele e mantêm a elasticidade e a firmeza desta pele.

A camada córnea (estrato córneo) forma a camada superior da epiderme e protege o corpo contra fatores externos.
Na pele saudável, a função de barreira retém a umidade, prevenindo o ressecamento e a sensibilidade.

A eficácia da barreira da pele, no entanto, depende da atividade das enzimas, que ficam geralmente mais fracas  na pele sensível.  Consequentemente, a função de barreira da pele fica comprometida, levando à perda de água transepidérmica em excesso (PATE) e permitindo a entrada de substâncias irritante. Isso pode ser ainda mais evidente na pele do rosto, que não só fica mais exposta a fatores externos, como os raios UV, poluentes e produtos químicos, mas também é onde a epiderme é muito fina, chegando a até 0,02 mm, em comparação a uma espessura média de 0,1 mm, em outras partes do corpo.
Leia mais sobre a estrutura da pele.

Os sintomas de uma pele facial sensível podem ser:

  • Escamação, vermelhidão, erupções cutâneas, inchaço, descamação e aspereza.
  • Eles podem ser acompanhados por sensações de coceira, queimação, de estiramento e formigamento.

Esses sintomas podem aparecer em qualquer parte do rosto.  São semelhantes aos apresentados por outras condições de pele, especialmente sintomas associados à deficiência de hidratação.

A pele facial desidratada se manifesta na superfície como linhas finas causadas pelo ressecamento e tende a ter um aspecto opaco. Ela também provoca uma sensação rígida e desconfortável. Estes sintomas podem ser provocados por uma redução no número dos canais de distribuição de umidade da própria pele, conhecidos como Aquaporinas, que transferem água entre as células nas camadas epidérmicas mais profundas. Quando há uma redução nas Aquaporinas, o equilíbrio natural da umidade da pele sofre e sua barreira protetora fica comprometida.

Como resultado, a pele fica menos resiliente em relação aos agressores externos, como o clima seco e frio, ou às substâncias irritantes e pode ficar cada vez mais sensível. Substâncias como a Gluco Glicerol ajudam a reativar as Aquaporinas, reidratando a pele intensivamente e com efeito de longa duração e sustentando sua função de barreira natural.

A pele facial seca pode variar de pele áspera à pele com rachaduras e vermelhidão e é provocada pela perda dos lipídeos da superfície que formam uma barreira natural e, também, dos fatores naturais de hidratação (FHNs), tais como a Ureia e o Lactato que reduzem a perda de umidade. Uma vez comprometido este equilíbrio, a umidade é perdida através da pele.

Ambas as condições podem levar à pele a tornar-se sensível aos fatores irritantes.

A pele envelhecida possui uma função de barreira prejudicada por isso, fica propensa à sensibilidade.

Uma pele facial hipersensível reativa é mais comum nas mulheres do que nos homens e pode estar relacionada ao uso de cosméticos e à idade, além de acompanhar um aumento da perda de água transepidérmica (PATE). Os sintomas surgem após a aplicação de produtos para a pele e podem aparecer imediatamente, ou serem notados horas ou dias depois.  Eles incluem sensações de ardência e queimação e podem ser acompanhados por vermelhidão (eritema), escamação e pústulas.  Usar produtos hipoalergênicos é fundamental para reduzir o impacto desse problema.

A pele envelhecida também tende a ter essa sensibilidade, pois o afinamento da epiderme e uma redução na síntese de lipídios pode comprometer a função de barreira da pele. Níveis decrescentes de substâncias como o ácido hialurônico, que hidrata as camadas da pele, e a coenzima Q10, que energiza as células para melhorar a sua função regenerativa, agravam, portanto, essa situação. O resultado é uma combinação de linhas finas e rugas com uma pele seca, avermelhada e com coceira.

A pele do rosto pode ser afetada por alergias provocadas pela exposição solar. Elas possuem alguns sintomas semelhantes ao da pele sensível, incluindo vermelhidão e coceira, mas também se manifestam como erupções cutâneas, bolhas e pústulas.  Apesar da maioria das alergias solares, como as erupções polimorfas solares (EPS), serem causadas ​​pela radiação UV, ingredientes com potencial irritativo presentes em alguns produtos cosméticos também podem influenciar. Saiba mais sobre o EPS e outras alergias ao sol ou como o sol afeta a pele.

Uma pele sensível pode ser um sintoma de diversas doenças, por isso, se você está preocupado com a condição da sua pele, consulte o seu dermatologista para um correto diagnóstico e tratamento.

Causas & Fatores Desencadeadores

O que faz a pele do rosto ficar sensível

As funções de proteção da pele

A pele possui uma infinidade de sistemas que fazem com que ela se mantenha saudável. Um manto hidrolipídico, composto por água, ácidos graxos e lipídios, protege a superfície da pele.  Ele possui um pH de aproximadamente 5, sendo ligeiramente ácido, protegendo a pele de invasões microbianas e produtos alcalinos intensos, como por exemplo os sabonetes. Este manto hidrolipídico neutraliza a alcalinidade através de substâncias que conferem um efeito “tampão”, proporcionando assim a restauração do equilíbrio do PH na pele

A barreira física é a camada córnea, ou estrato córneo, onde os lipídios funcionam como um cimento, preenchendo os espaços entre as células. A permeabilidade deles faz com que sejam capazes de regular a perda e absorção de líquidos, desempenhando, assim, um papel fundamental no fornecimento da hidratação, deixando a pele macia e suave.  Isso também é alcançado através da escamação da pele, ou descamação, a qual também é estimulada e regulada pelo processo de regeneração natural da pele.

Todos esses processos dependem da atividade das enzimas. Na pele sensível, essa atividade pode ser inibida, comprometendo a função natural de barreira da pele, reduzindo a síntese de lipídios.  Como resultado, a perda de água aumenta e agentes irritantes são capazes de penetrar pela pele.

A camada córnea, quando estável, trabalha em conjunto com o manto hidrolipídico intacto, limitando tanto a penetração das substâncias nocivas como o excesso de perda de água.

Causas internas que levam a uma pele do rosto sensível

A pele dos bebês é fina e sua função de barreira limitada.
As alterações hormonais e o estresse podem afetar a resistência da pele.

Apesar da pele sensível poder aparecer em qualquer idade, ela aparece mais nos  bebês e em idades mais avançadasA pele dos bebês tem cerca de um quinto da espessura da pele de um adulto, além de ter uma função de barreira limitada, tornando-a altamente sensível a agentes químicos, físicos e influências microbianas, assim como aos raios UV. Por outro lado, a função de barreira da pele de um adulto enfraquece cada vez mais com a idade, assim como os processos metabólicos desaceleram.  A pele envelhecida torna-se gradualmente deficiente de lipídeos, tornando-se mais suscetível à irritação causada por substâncias alcalinas como, por exemplo, os sabões. Leia mais sobre a pele nas diferentes idades..

Alterações hormonais ligadas à puberdade, ciclo menstrual, gravidez e à menopausa podem afetar a resistência da pele às substâncias irritantes.

Períodos prolongados de stress e falta de sono também são fatores conhecidos desencadeantes de um estado de pele mais sensível. Eles são geralmente acompanhados por uma má nutrição e baixos níveis de hidratação, ambos podem agravar uma pele já seca e irritada.

Pessoas que sofrem com alergias do tipo I apresentam uma maior tendência a apresentar sensibilidade na pele devido ao conato da pele com alérgenos, como a poeira e o pólen, por exemplo.

Os problemas de pele existentes, que vão desde uma pele seca até o eczema atópico e à acne, podem fazer com que a pele fique mais sensível à substâncias irritantes, como, por exemplo, corantes, perfumes e produtos que contenham álcool.

As causas externas da pele sensível no rosto

A pele do rosto está exposta a todas as temperaturas e praticamente todas as estações do ano trazem consigo fatores que podem desencadear uma sensibilidade.

O frio pode danificar o manto hidrolipídico da pele e assim causar a sensibilidade.
A poluição cria radicais livres que enfraquecem as defesas naturais da pele.

O frio excessivo reduz as secreções que mantêm o filme hidrolipídico, enquanto que o calor estimula a transpiração, que a seguir evapora, fazendo com que a pele se torne seca e mais suscetível à irritação. A baixa umidade, predominante em cabines de avião ou mesmo causada por aquecimento central, desidrata a pele e pode desencadear a irritação.

A radiação UV, o ozônio e os poluentes ambientais, todos mostraram colocar a pele sob estresse através da criação de radicais livres, enfraquecendo suas defesas naturais. Em particular, a exposição prolongada ao sol pode ressecar a pele e torná-la irritada. Leia mais sobre fatores que influenciam a pele.

As substâncias que são adicionadas aos produtos de cuidado com a pele e aos cosméticos podem fazer com que a pele facial torne-se sensível. Algumas, como os surfactantes convencionais que removem a sujeira, também podem remover os lipídeos da superfície. Outras, como as substâncias nas fragrâncias, alguns corantes ou o álcool, em alguns casos, podem irritar peles suscetíveis à sensibilidade e, em alguns casos, podem desencadear uma reação alérgica. Leia mais sobre fatores que influenciam a pele.

Fatores Contribuintes

Fatores que podem aumentar a sensibilidade da pele do rosto

Uma vez que a pele tornou-se sensível, determinados eventos e comportamentos podem agravar e prolongar a condição.


Rotina inadequada de cuidados com a pele. Lavagem muito frequente em água muito quente pode despir a pele de sua camada lipídica de proteção  e fazer com que ela se torne mais sensível. Alguns produtos de limpeza também contêm componentes agressivos que prejudicam a barreira protetora natural tornando a pele suscetível à irritação. Se, em seguida, a pessoa aplicar um hidratante ou maquiagem que contenha substâncias irritantes, a pele sensível poderá experimentar um desconforto ou, até mesmo, vermelhidão e ardência.

Peelings e esfoliantes devem ser usados ​​com cuidado - eles podem causar irritações consideráveis na pele já sensível.
A ação esfoliante do ato de fazer a barba, além dos ingredientes presentes em certos produtos de barbear, podem causar irritação e danos à barreira da pele.

Os peelings químicos e esfoliantes granulados não só removem o manto hidrolipídico da epiderme, mas também podem retirar parte da camada córnea. Embora isso possa ser útil na remoção de células mortas da pele e para reduzir as linhas e rugas, eles podem causar irritação considerável na pele que já é sensível.

Barbear-se também pode levar à irritação da pele devido ao contato da lâmina com a pele do rosto.

Pesquisas mostram que fumar está associado a inúmeros problemas e distúrbios na pele, incluindo a acne, cicatrização retardada e câncer de pele. Assim como os poluentes ambientais, os produtos químicos do cigarro agem estimulando o aumento da produção de radicais livres, atacando a estrutura celular da pele e reduzindo a atividade imunológica.

Complete a rotina