A base científica de Eucerin DermoDENSIFYER

À medida que envelhecemos, a estrutura da nossa pele se transforma. Um das mudanças é a perda de densidade. É mais comum nas mulheres em idade pós-menopausa, quando a perda de densidade resulta numa pele mais fina, mais fraca e frágil. À medida que a pele perde sua forma, as rugas tornam-se mais profundas e a pele pode ficar apagada e pálida.

O peeling  químico é muito utilizado para tratar a perda de densidade. Embora ele apresente bons resultados, esse procedimento pode ser agressivo para a pele delicada e envelhecida, há frequentemente efeitos colaterais e o paciente pode levar um tempo para se recuperar.

A linha Eucerin DermoDENSIFYER foi clinicamente comprovada no fortalecimento da pele envelhecida e na redução da perda de densidade.

A retaguarda da linha de densificadores da Eucerin

A junção entre as camadas média e superior de nossa pele (a epiderme e a derme) é formada por papilas. São elas que abastecem as camadas superiores da pele com nutrientes vitais e oxigênio. À medida que envelhecemos, estas papilas se estreitam e reduzem em número e a junção aplaina. O resultado é a perda de densidade cutânea.

Eucerin quis criar uma linha eficaz para tratar esta perda de densidade. Então, usando seus mais de 120 anos de experiência em pesquisa e cuidado da pele, Eucerin empenhou seus cientistas na identificação de ingredientes ativos de uso diário para renovação da pele, e que pudessem ser usados junto com outros ativos. Inspirados nos peelings químicos, mas levando em conta a fragilidade da pele envelhecida, o objetivo era criar uma fórmula altamente tolerável, para fortalecer e densificar a pele, assim como melhorar seu brilho e textura.

A equipe de pesquisa e desenvolvimento Eucerin começou com a arctiina, um extrato ativo da fruta da planta bardana: "Achamos que possuía um efeito estimulante poderoso no processo de renovação natural, quando aplicado topicamente", explica Andrea Schölermann, MD, Consultora clínica da Eucerin: "Além de desencadear a reconstrução do tecido conjuntivo danificado, o arctiin também acelerou a renovação das substâncias que criam volume e que conferem a pele uma aparência juvenil.  Os benefícios do ingrediente arctiin eram exatamente o que buscávamos para melhorar tanto a densidade, quanto a estrutura da pele debilitada e achatada que se apresenta nesta etapa da vida."

Centro de Pesquisa da Beiersdorf  em Hamburgo, Alemanha.
Centro de Pesquisa da Beiersdorf em Hamburgo, Alemanha.
Cientista no laboratório
A equipe de pesquisa e desenvolvimento de Eucerin tem mais de 120 anos de experiência.

Porém, o ingrediente arctiin sozinho não seria suficiente para fortalecer e firmar a pele envelhecida.



"Obtivemos alguns resultados promissores no laboratório com um tipo particular de peptídeo, conhecido como peptídeo apiaceae.  Ele nos deu sinais de possuir um efeito fortalecedor na estrutura interna da pele, que fica naturalmente enfraquecida durante e após a menopausa," diz o Dr. Schölermann, e acrescenta: "Componentes peptídeos altamente eficazes como este têm o potencial de melhorar consideravelmente a estrutura do tecido conjuntivo da pele."

Uma fórmula contendo peptídeos apiaceae e arctiin alcançou os resultados mais impressionantes na fase experimental. A fórmula reforça a estrutura cutânea para dar uma aparência mais juvenil e radiante para a pele. E o Dr. Schölermannn conclui:

Apesar de não podermos fazer o relógio voltar atrás, podemos ajudar a conservar as características juvenis da pele de qualquer mulher.

Ilustração gráfica da pele jovem.
Pele mais jovem: Tecido conjuntivo cutâneo altamente estruturado com quantidade elevada de colágeno.
Ilustração gráfica da pele madura.
Pele mais velha: Tecido conjuntivo cutâneo menos estruturado com quantidade elevada de colágeno.

Resultados impressionantes para a fórmula do produto

As voluntárias  participaram numa série de provas para testar a eficácia de Eucerin DermoDENSIFYER.

Num dos estudo, 31 mulheres com idades entre 45 e 65 anos aplicaram a nova fórmula duas vezes por dia durante 4 semanas.   Eucerin utilizou técnicas de varredura a laser para medir o impacto da fórmula sobre as papilas: "Observamos um aumento significativo da densidade das papilas em consequência da melhora e da nova densificação do tecido cutâneo," afirmou Schölermann. Também foi utilizada a tecnologia da tomografia de coerência ótica (OCT)  para escanear a pele observando-se um "aumento significativo na espessura de epidérmica" em toda a amostra.

Num segundo estudo, Eucerin testou o impacto da nova fórmula na taxa de renovação cutânea.  Isto foi feito medindo o tamanho de células cutâneas na camada córnea (a camada externa de pele). Tal como explica o Dr. Schölermann: "O estado das células cutâneas na camada córnea é um indicador do tempo de renovação da pele.  Quanto maior o tamanho das células, mais longo é o tempo de renovação. Em cada um destes intervalos notamos uma diminuição significativa no tamanho da célula o que indicava uma melhora na taxa de renovação".

Também foi examinado o efeito sobre as rugas em todos os estudos utilizando-se para a avaliação técnicas de escaneamento digital e fotografia. Houve uma redução visível e significativa da profundidade das rugas na testa e ao redor dos olhos, nariz e boca.

"Com esses resultados promissores, temos confiança de que com o uso regular da linha Eucerin DermoDENSIFYER, as mulheres experimentarão uma pele mais forte, com aspecto mais saudável e a o mesmo tempo mais elástica e flexível."

Mensuração da estrutura da superfície de pele
Mensuração do tamanho das células da camada córnea.
Rosto de mulher é examinado
Mulheres usando regularmente Eucerin DermoDENSIFYER declaram que sua pele está mais firme e elástica.