Sinais de envelhecimento Perda de densidade

processo de envelhecimento geral da pele começa a afetar a sua aparência e textura por volta dos 25 anos de idade. A partir desse ponto, os sistemas que mantêm a pele em um nível ótimo de saúde começam a desacelerar e as substâncias que dão a ela uma aparência jovem são produzidas em menor grau, gerando sinais visíveis exteriormente. A perda de densidade é um deles, junto com a  perda de volume e as rugas. As causas do envelhecimento geral da pele possuem duas vertentes.  As causas internas e intrínsecas, que são pré-determinadas por nossa genética e idade cronológica e não podem ser impedidas. No entanto, há também fatores externos,  ligados ao estilo de vida,  que podem ser influenciados positivamente por meio de uma abordagem abrangente preventiva.

SINAIS & SINTOMAS

O envelhecimento geral da pele ocorre em camadas específicas:

Camadas epidérmicas

  • Mudanças: renovação celular mais lenta, produção de lipídios reduzida.
  • Sinais externos: Textura mais seca e mais áspera, com linhas finas e rugas. Mais sensível aos raios UV, processo de cura menos eficiente e mais propensa à infecção.

Camadas dérmicas

  • Mudanças: redução anual de 1% do colágeno e um declínio nos níveis de elastina. Redução do fluxo sanguíneo.
  • Sinais externos: A pele fica menos elástica e tende a se deteriorar mais e a desenvolver rugas. Perda de densidade. Diminuição do brilho rosado associada à pele jovem.

Camadas da hipoderme

  • Mudanças: Uma diminuição no tamanho e número de células lipídicas.
  • Sinais externos: Perda de volume, rugas mais profundas e bochechas flácidas. Comprometimento do processo cicatrização.
Cuidados com o envelhecimento da pele
A pele é composta por camadas, sendo que a superior é a epiderme. Cada uma envelhece de forma diferente.

Como identificar a perda de densidade

A perda de densidade tende a afetar principalmente mulheres com e após a menopausa, a pele muda e precisa de mais ajuda durante essa fase da vida. É comum acreditar que ela fica menos resistente, isso geralmente aparece junto com rugas mais profundas e uma redução na luminosidade.

A perda de densidade surge na superfície da pele de três formas principais:

  • Pele mais fina. A pele do rosto parece menos elástica e pode começar a ceder.
  • Rugas mais profundas. Como a pele perde a capacidade de manter a sua forma, as rugas ficam mais profundas.
  • A pele tende a ficar mais pálida e opaca.
Mulher jovem puxando a bochecha direita.
A perda de densidade faz com que a pele pareça menos resistente.
CAUSAS & FATORES DESENCADEADORES

Por que isso acontece com a nossa pele?

A perda de densidade é, até certo ponto, inevitável e faz parte do envelhecimento geral da pele. Esse problema em particular deve-se em parte ao envelhecimento da pele intrínseco e interno, como as alterações hormonais e o seu efeito sobre a estrutura da pele.

A medida que envelhecemos, a junção entre as camadas superior e média da nossa pele (epiderme e derme) muda.  Essa junção é composta por papilas. As estruturas que ficam no centro de cada papila fornecem à camada superior da pele os nutrientes, hidratação e oxigênio que ela necessita.  Na pele mais jovem, elas são profundas e próximas umas das outras, isso confere à pele jovem a sua espessura e textura suave.

A medida que envelhecemos, as papilas ficam mais rasas e diminuem em quantidade. Isso resulta em uma estrutura de pele menos flexível, menos elástica e com mais rugas.

Com o tempo, a produção de colágeno e elastina também diminuem, provocando uma redução das substâncias que tornam a pele elástica.

Isso faz com que as rugas tornem-se muito mais aparentes.  E por último, a entrega eficiente de nutrientes e oxigênio para a camada superior da pele diminui com o avanço da idade.  É essa desaceleração que leva a uma pele mais opaca e pálida.

Representação gráfica da estrutura da pele jovem.
Na pele jovem, as papilas densas e profundas fornecem eficientemente à camada superior da pele, nutrientes, hidratação e oxigênio.
Representação gráfica da estrutura da pele envelhecida.
Na pele envelhecida, as papilas diminuem em densidade e quantidade, resultando em um sistema menos eficiente, levando a uma perda de brilho e de resistência.

Existem alguns outros fatores, internos e externos, bastante relacionados à perda de densidade e brilho:

Alterações hormonais
Conforme a atividade hormonal diminui, o mesmo acontece com alguns dos processos dentro da pele. A produção de tecido conjuntivo é um deles.  Isso significa que, após a menopausa, há menos quantidade de substâncias que conferem à pele jovem a sua estrutura densa e textura suave.  Elas incluem o ácido hialurônico, colágeno e elastina.  O resultado é uma pele com aparência e textura menos substanciais. 

Os efeitos do sol
A principal causa do estresse oxidativo são os efeitos do sol que enfraquecem a estrutura da pele e agravam o problema. Como resultado, a perda de densidade e de brilho ficam mais perceptíveis. Isso pode surgir simultaneamente com o aparecimento de uma pele irregular, manchas de idade e ressecamento da pele. Proteger a pele diariamente dos danos solares causados pela radiação UV com um fotoprotetor, de FPS adequado, irá desacelerar esse processo e também ajudará a prevenir o surgimento de rugas e a perda de volume.

Fumar
Os produtos químicos presentes no cigarro produzem um efeito que degrada o colágeno e a elastina, através do processo de estresse oxidativo. Fumar acelera todos os fatores de envelhecimento da pele, incluindo as rugas e a perda de volume.

Rosto de mulher de meia idade.
Uma diminuição na quantidade de estrogênio pode levar a um aumento na inflamação e a piorar alguns problemas de pele como a rosácea.
Mulher protegendo os olhos do sol com a mão direita.
O sol acelera dramaticamente o processo de envelhecimento.
SOLUÇÕES

Como restaurar a densidade e o brilho da pele

A perda de densidade pode ser gerenciada usando unicamente produtos para a pele, ou em conjunto com tratamentos mais invasivos.

Produtos de cuidados da pele, que ajudam a restaurar a densidade e o brilho, podem conter os seguintes ingredientes ativos.

Ingredientes ativos

  • Antioxidantes

Como o envelhecimento geral da pele é parcialmente causado pelo estresse oxidativo, a aplicação tópica de antioxidantes ajuda a pele a se proteger. Isso pode desacelerar os processos que levam à perda da densidade e brilho, além de outros sinais de envelhecimento, como a perda de volume e as rugas.

  • Arctiin

É um extrato vegetal do fruto da bardana que estimula a reparação das células da pele, ajudando uma pele madura, que tenha sido afinada pelo envelhecimento e alterações hormonais, a se tornar mais forte.  O arctiin é um ingrediente chave da linha Eucerin DermoDENSIFYER.

  • Peptídeos-Apiaceae

Ajudam a pele madura a se regenerar, acelerando os processos que fortalecem a estrutura para gerar uma capacidade maior de resistência e leveza. Os peptídeos-apiaceae fazem parte da fórmula da linha Eucerin DermoDENSIFYER.

Mulher aplicando creme sobre a face.
Aplicar fórmulas com ingredientes ativos como antioxidantes, arctiin e peptídeos-apiaceae, pode ajudar a pele a se proteger e a desacelerar os processos de envelhecimento.
Mulher aplicando produto Eucerin na bocheca esquerda.
Para efeitos otimizados e visíveis, recomenda-se utilizar toda a linha Eucerin DermoDENSIFYER.

Tratamentos invasivos

Esses tratamentos devem ser realizados apenas por um profissional qualificado em um ambiente clínico.

Peelings químicos
Os peelings de ácido glicólico ou láctico visam melhorar e suavizar a textura da pele, removendo as camadas externas danificadas.  Um peeling também pode ajudar a aumentar a densidade e a espessura da pele, estimulando a síntese de colágeno.  Como os peelings dermatológicos deixam a pele vulnerável a danos, recomenda-se fortemente a utilização de um fotoprotetor com FPS adequado, como o Eucerin Sun Fluido 60.

Restauração a laser
Um laser é usado para remover as camadas exteriores da pele sobre a face, estimulando o crescimento de novas fibras de colágeno.  A medida que a área cura, a pele fica mais espessa, melhorando portanto sua densidade  No entanto, a pele é deixada exposta ao ambiente e é essencial utilizar um produto com FPS adequado, como o Eucerin Sun Fluido 60.

Além disso, a perda de densidade e de brilho podem ser retardadas com uma abordagem holística de prevenção.

Mulher recebendo um peeling químico.
O objetivo de um peeling químico é mudar para melhor a textura da pele, removendo as camadas danificadas.
Mulher recebendo um tratamento facial a laser.
A restauração a laser também remove as camadas danificadas estimulando, ao mesmo tempo, a produção de colágeno.